Como anda seu senso de urgência?

06 dicas pra fazer o que precisa ser feito – agora!

O que te move?

A princípio pode parecer uma pergunta difícil, mas respondê-la pode ser mais fácil do que você imagina. Basta olhar pra dentro. O lugar mais lindo, mais genuíno e mais seu que tem em você mesmo. Só seu, porque só você tem acesso a ele.

O lugar que guarda toda e qualquer resposta, inclusive aquelas que a gente tenta buscar lá longe.

Basta ouvir o coração.

Tente fechar os olhos por dois minutinhos. Se concentre nas batidas do seu coração. Escute o que ele tem pra te dizer. Aposto que tem muita coisa aí!

E o mais incrível de tudo? Quando você encontra essa respostas, sua vida anda. Sabe por quê? Porque trabalhar por um propósito aumenta o nosso senso de urgência. Quando você está 100% envolvido e incumbido de uma missão, sabe melhor do que ninguém que ela é pra ontem.

Calma… é preciso ter a consciência de que tudo tem seu tempo, e que algumas coisas precisam de certa maturidade pra acontecerem. Mas com meus poucos anos de experiência nessa existência, ouso dizer que isso só se aplica a uns 10% delas. Os outros 90%, são aquelas coisas que a gente bem sabe que tem que fazer, mas nunca tem tempo.

E o que é “ter tempo” afinal?

Tempo é prioridade.

O dia tem as mesmas 24 horas pra todo mundo, o que muda é o que você faz com elas.

Tempo é interesse.

Não que você não tenha interesse em fazer aquele relatório atrasado ou marcar aquela reunião que adia há semanas. Mas que aí tem menos interesse do que nas demais coisas, isso não há como negar.

Pensando nisso, divido com você algumas das técnicas que uso para conseguir me organizar no dia a dia – e que funcionam muito bem se forem feitas com carinho!

  • Defina o que REALMENTE precisa ser feito. De preferência, liste numa folha de papel. Exclua da lista atividades desnecessárias, mas não deixe de colocar aqueles detalhes cruciais, mesmo que sejam “coisas rápidas”.
  • Enumere-os em ordem de prioridade. O que é mais importante neste momento? O que pode aguardar UM POUCO? Tenha em mente os processos que envolvem cada coisa, para que toda uma cadeia não fique parada apenas dependendo de uma ação sua.
  • Estabeleça prazos reais e concretos para cada tarefa. Olhe bem sua agenda. Quando você poderá realizar cada coisa? Não vale esperar “um tempo mais livre” ou deixar pra ver quando terá vaga na pauta. Veja agora.
  • Cumpra os prazos. Mais importante do que se organizar, é ser correto no cumprimento dos compromissos estabelecidos, especialmente aqueles que só você sabe. Respeitar os próprios prazos é respeitar a si mesmo. Não vale trapacear com você mesmo, né?
  • Mantenha sua pauta sempre organizada. Novas atividades sempre vão surgir. Quando você estiver comemorando que limpou a pauta, OPA! Surge algo novo pra fazer. Não se chateie, recomeçar faz parte. ;D
  • Curta o caminho. Nunca deixe pra ser feliz só depois que a pauta tiver limpa (isso é assunto pra outro post, by the way!). Afinal, sabemos que ela logo logo vai se encher novamente. Então encare essa dinâmica como parte do seu dia a dia. Tenho certeza que você vai ter muito mais tempo livre que antes!

Pra quem quiser ir ainda mais fundo na organização, indico alguns apps bastante úteis que podem ajudar na pauta: